Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

Doenças e lesõesno desporto

Afonso Dias N1; Ana Adriani N2; Beatriz Araújo N5; Gonçalo Reis N9; Luna Silva N10

Psicologia no desporto

Abordagem médica

Prevenção e treinamento adequado

Doenças relacionadas

Tipos comuns de lesões

índice

Lesões desportivas

tipos comuns de

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nulla tempor odio ac ultrices viverra. Aenean iaculis suscipit odio vel tristique.

Lorem ipsumdolor sit

Inflamação de um tendão devido ao uso excessivo ou movimentos repetitivos. Os sintomas incluem dor, sensibilidade, inchaço e rigidez na área afetada. O tratamento pode incluir repouso, aplicação de gelo, anti-inflamatórios, fisioterapia e modificação das atividades para reduzir a sobrecarga no tendão.

Tendinite

Resulta da sobrecarga ou estiramento excessivo de um músculo. Os sintomas incluem dor, inchaço, espasmos musculares e dificuldade de movimento. O tratamento envolve repouso, aplicação de gelo, compressão, elevação e fisioterapia.

Distensão muscular

Causada pela torção ou estiramento excessivo de um ligamento. Os sintomas incluem dor, inchaço e dificuldade de movimento. O tratamento geralmente envolve repouso, aplicação de gelo, compressão, elevação (método R.I.C.E) e, em casos mais graves, fisioterapia.

Entorse

Excesso de Treinamento (Overtraining): O excesso de treinamento ocorre quando os atletas se exercitam além da capacidade de recuperação do corpo, resultando em fadiga persistente, redução do desempenho e possíveis lesões. Para evitar esse problema, é fundamental que os atletas sigam planos de treinamento bem estruturados, incluindo períodos adequados de descanso e recuperação entre as sessões de treino. Monitorar os sinais de fadiga e ajustar o treinamento conforme necessário é crucial para prevenir o overtraining. Caso ocorra, é essencial reduzir a intensidade e o volume de treinamento, aumentar o tempo de recuperação e buscar orientação profissional para uma recuperação adequada.

doenças relacionadas as desporto

Problemas Cardíacos: Atletas de alto rendimento estão sujeitos a um maior risco de desenvolver problemas cardíacos devido ao estresse físico extremo imposto ao coração durante o treinamento e competições. Isso pode incluir arritmias cardíacas, cardiomiopatias e até mesmo ataques cardíacos. Para prevenir esses problemas, é essencial realizar avaliações cardíacas regulares, incluindo exames físicos e testes de função cardíaca. Além disso, os atletas devem estar cientes dos sinais de alerta de problemas cardíacos, como palpitações, falta de ar e dor no peito, e buscar avaliação médica imediata se esses sintomas ocorrerem. O manejo dos problemas cardíacos pode envolver medicação, intervenções cirúrgicas e modificações no estilo de vida, além de uma cuidadosa supervisão médica durante a prática esportiva.

Transtornos Alimentares: Os transtornos alimentares, como anorexia nervosa, bulimia nervosa e compulsão alimentar, são comuns entre atletas, especialmente aqueles em esportes que valorizam uma determinada estética corporal. Para prevenir esses transtornos, é importante promover uma cultura de aceitação do corpo e fornecer educação sobre nutrição adequada e hábitos alimentares saudáveis. Além disso, é fundamental estar atento aos sinais precoces de comportamentos alimentares problemáticos e oferecer apoio e orientação aos atletas que estão em risco. O tratamento dos transtornos alimentares requer uma abordagem multidisciplinar, envolvendo nutricionistas, psicólogos e outros profissionais de saúde.

- Descanso e recuperação para permitir a reparação tecidual e a adaptação após o exercício. O descanso insuficiente nos permite que os tecidos musculares se recuperem totalmente, aumentando o risco de lesões por sobrecarga. Alem disso, o sono inadequado afeta a função cognitiva e a coordenação, aumentando o risco de acidentes e lesões durante o treino. Em termos de desempenho atlético, a falta de descanso pode levar à fadiga crónica, diminuindo a capacidade de treinar com intensidade, afetando negativamente o rendimento desportivo. - Nutrição e hidratação, é essencial para o desempenho desportivo e para a recuperação muscular. Os carboidratos fornecem energia e as proteínas ajudam na recuperação muscular, os antioxidantes reduzem o stress oxidativo e a reposição de eletrólitos para prevenir as cãibras - Uso de equipamento de proteção, para prevenir lesões traumáticas durante a prática desportiva. Eles absorvem o impacto, estabilizam as articulações, protegem dos cortes e abrasões, distribuem a força do impacto e promovem a confiança dos atletas. como o uso correto de equipamentos de proteção pode ajudar a prevenir lesões traumáticas

A prevenção de lesões e doenças no desporto é fundamental para garantir o bem-estar dos atletas e maximizar o seu desempenho. Desta forma é importante que façamos um:- Um aquecimento e alongamento antes do treino, para aumentar a temperatura corporal, tornando músculos, tendões e ligamentos mais elásticos e menos propensos a se romperem; para melhorar a circulação sanguínea, fornecendo mais nutrientes e oxigénio aos músculos, preparando-os para o esforço físico; preparam mentalmente os atletas, aumentando o foco e a disposição para o treino, reduzindo o risco de lesões por distração.- Um treinamento progressivo, para aumentar a intensidade e o volume do exercício ao longo do tempo, ajudando a prevenir lesões por sobrecarga e melhorar o condicionamento físico.- O fortalecimento muscular e estabilidade articular, para prevenir lesões musculoesqueléticas. Melhoram a coordenação e o controlo do corpo, diminuindo o risco de movimentos descoordenados. Alem disso, ajudam na absorção de impacto, reduzindo o risco de lesões por sobrecarga.

prevenção e treinamento adequado

Write a subtitle here

write your title here

no desporto

Durante a prevenção, os profissionais de saúde educam os desportistas a terem práticas saudáveis, como uma dieta equilibrada e exercícios físicos para a prevenção de lesões e doenças (dieta equilibrada). Estes também executam exames médicos para conseguirem detetar precocemente algum tipo de doença. No diagnóstico, os profissionais de saúde realizam exames médicos de modo a detetarem algum tipo de doença ou lesões. Já no tratamento, os profissionais de saúde prescrevem medicamentos para os seus pacientes, caso tenha sido detetado alguma doença ou lesão durante os exames médicos. Em situações mais graves, eles precisam de fazer intervenções cirúrgicas para tratarem alguma doença que não é ou nao foi possível tratar através de medicamentos ou corrigirem lesões graves. Depois de situaçoes como as descritas anteriormente (intervenções cirúrgicas), os profissionais fornecem terapias aos desportistas com o objetivo de ajudar os mesmo na reabilitação. Por último, os profissionais de saúde oferecem aconselhamento e suporte emocional aos seus pacientes e às famílias dos pacientes quando estes estão numa fase menos boa ou durante o tratamento.

abordagem médica

A psicologia no desporto é uma área que consiste no estudo e na aplicação de princípios psicológicos para melhorar o desempenho dos atletas e a sua experiência desportiva. Isto inclui técnicas de gestão de stress, visualização, definição de metas, autoconfiança, entre outros aspetos que podem influenciar o desempenho atlético. As lesões e doenças podem ter um impacto significativo no desempenho atlético, não apenas física, mas também psicológico. A incerteza, a frustração, o medo de não conseguir recuperar totalmente e a ansiedade em relação ao regresso ao desporto podem ser desafios psicológicos comuns enfrentados pelos atletas lesionados ou doentes. No entanto, existem algumas estratégias que simplificam a forma de lidar com esses desafios, tais como:

psicologia no desporto

Os atletas podem buscar a orientação de psicólogos do desporto ou profissionais de saúde mental especializados em lesões desportivas para obter apoio adicional na gestão do impacto psicológico.

Aproveitamento de recursos psicológicos

Procurar apoio emocional e prático de amigos, familiares, colegas de equipa e profission16ais de saúde pode ajudar a lidar com o stress e a ansiedade.

Rede de apoio

Definir metas realistas e alcançáveis durante o processo de recuperação pode ajudar a manter a motivação e o foco.

Estabelecimento de metas

Aceitar a lesão ou doença como parte do processo e adaptar-se à nova realidade é fundamental para lidar com o estresse emocional.

Aceitação e adaptação