Want to make creations as awesome as this one?

Projeto da turma 7.ºB - AEJR

Transcript

Os Tesouros da Humanidade

Agrupamento de escolas joão da rosa

desafio de projetos: o tesouro dos reis

Uma iniciativa da Rede de Bibliotecas Escolares e Museu Calouste Gulbenkian

Este projeto surge da articulação das disciplinas de Português, História, Educação Visual e Educação Artística com os alunos da turma 7.ºB

Esta é a sua história...

“Na Primavera o Cavaleiro deixou a sua floresta e dirigiu-se para a cidade mais próxima, que era um porto de mar. Nesse porto embarcou, e, levado por bom vento que soprava do Norte para o Sul, chegou muito antes do Natal às costas da Palestina. Dali seguiu com outros peregrinos para Jerusalém.Visitou um por um os lugares santos. Rezou no Monte do Calvário e no Jardim das Oliveiras, lavou a sua cara nas águas do Jordão e viu, no luminoso Inverno da Galileia, as águas azuis do lago de Tiberíades. Procurou nas ruas de Jerusalém, no testemunho mudo das pedras, o rasto de sangue e sofrimento que ali deixou o Filho do Homem perseguido, humilhado e condenado. E caminhou nos montes da Judeia, que um dia ouviram anunciar o mandamento novo do amor. Quando chegou o dia de Natal, ao fim da tarde, o Cavaleiro dirigiu-se para a gruta de Belém. Ali rezou toda a noite. (…) Rezou pelo fim das misérias e das guerras, rezou pela paz e pela alegria do mundo. Pediu a Deus que o fizesse um homem de boa vontade, um homem de vontade clara e direita, capaz de amar os outros. E pediu também aos Anjos que o protegessem e guiassem na viagem de regresso, para que, daí a um ano, ele pudesse celebrar o Natal na sua casa com os seus.”

O Cavaleiro

Excerto d' O Cavaleiro da Dinamarca, de Sophia de Mello Breyner Andresen

Audio

A Arca

Quando se preparava para abandonar aquele local santo, um raio de luz da lua conduziu o seu olhar para o que parecia ser o canto de uma caixa, que saía de uma das paredes cinzentas da gruta. Aproximou-se e apercebeu-se de que se tratava de uma caixa embutida na parede. O Cavaleiro olhou para todos os lados e, apesar de não haver ninguém, poderia jurar que ouvia ao longe o cântico dos Anjos. Decidiu puxar aquele estranho objeto e percebeu que se tratava de uma arca. Curioso e espantado, decidiu abri-la sem nunca imaginar o que encontraria lá dentro. Teve, apenas, uma certeza, deveria transportar aquela arca consigo e todas as histórias que ela continha. No seu regresso a casa, em direção à Dinamarca, foram muitos os locais por onde passou e foram muitas também as pessoas com quem partilhou aqueles Tesouros da Humanidade.

Audio

Texto escrito pelos alunos da turma 7.ºB

os Tesouros da Humanidade

Estes são...

Vénus

Audio

Eu sou a VÉNUS, fui descoberta em Willendorf, que fica na Áustria, sou feita de calcário oolítico. Sou associada ao corpo feminino, pois fui uma das primeiras produções de arte da mulher. Na minha opinião, ainda deveria continuar a ser um modelo de beleza por causa do meu corpo bastante volumoso. Tenho uma forte relação com o conceito da fertilidade, porque na época tão remota do Paleolítico era necessário dar continuidade à minha espécie. Atualmente, estou exposta num Museu, mas fico triste quando se riem do meu corpo tão desenvolvido e da minha beleza magnífica.

Diana Conchinha

Caça

Audio

Nós somos os instrumentos de caça, sem nós os seres humanos não teriam sobrevivido. Nós éramos feitos de madeira, pedra, osso ou até marfim. Os nossos instrumentos ajudaram a desenvolver a habilidade manual dos seres humanos e, simultaneamente, a destreza manual permitiu o desenvolvimento da inteligência humana. A nossa invenção fez o ser humano passar de predador para um superpredador, por isso podemos ser feitos de instrumentos simples, mas mudámos o mundo.

Rui Magalhães

Fogo

Audio

Eu sou o fogo e sou o símbolo sagrado da maioria das religiões, mas a minha produção foi a grande revolução da Humanidade: melhorei a alimentação, iluminação, aquecimento e ajudei no desenvolvimento da linguagem. Ajudei aumentando a variedade e a disponibilidade de nutrientes e reduzindo as doenças. Infelizmente, hoje em dia, sou o motivo de tanta destruição de florestas, habitats e até sou utilizado nas guerras.

Gabriel Santana

Adornos

Audio

Nós somos os adornos, desde sempre que fascinámos a espécie humana quer pela nossa estética quer pela nossa beleza. Nós somos utilizados desde o aparecimento do homem, porém, numa época tão recuada, a sobrevivência era o mais importante, portanto tornámo-nos amuletos da sorte que simbolizavam as preocupações do mundo sobrenatural. Servíamos para fazer uma ligação com os deuses para que os protegessem e também, como por exemplo, hoje em dia, se utilizam os crucifixos. Nós fomos fundamentais para se conhecer os primórdios dos humanos.

Texto escrito por Laura Fernandes e lido por Bernardo Pereira

Placas de Xisto

Audio

Eu sou uma Placa de Xisto e apareço principalmente em monumentos funerários do Neolítico e tenho a função de identificar a riqueza e beleza da pessoa. Poderia ainda estar associada à “deusa mãe”, pois a minha decoração geométrica com triângulos parece estar associada a um simbolismo feminino, para além das formas geométricas, a zona superior representa a cabeça através de um triângulo com o vértice para baixo. À vista desarmada posso parecer inútil, mas, no passado, fui um amuleto mágico da sorte.

Gonçalo Ferreira

Chave da Vida

Audio

Eu sou a chave da vida mas também podem chamar-me de ankh, tenho a forma de uma cruz com um laço em forma de lágrima. Sou um símbolo hieroglífico utilizado na arte e na escrita egípcia para representar a palavra "vida". Ai, como já estou velha...

Texto de Ângelo Serrador e leitura de David Pinho

Máscara fúnebre egípcia

Audio

Eu sou a máscara fúnebre egípcia e estou ligada à grande religiosidade do povo da civilização do Nilo, o grande rio do Egito. A civilização egípcia acreditava na vida após a morte, assim, se os faraós tivessem sido justos na vida terrena, poderiam permanecer no mundo do Além no próprio corpo, daí a necessidade de o preservar com a mumificação e de recorrer às máscaras. Guiava as almas dos falecidos até ao outro mundo e protegia-os dos espíritos malignos. Já estou farta da companhia dos espíritos que me perseguem enquanto estou na jornada até o outro mundo, no entanto, desempenho o meu trabalho com muita perfeição e excelência.

Ângelo Serrador

Joias

Audio

Nós somos as joias e temos um grande significado para as pessoas, elas adoram-nos, pois acham que connosco ficam mais bonitas, o que não deixa de ser verdade, pois somos os objetos mais belos de todos os tempos. Aposto que Calouste Gulbenkian concorda connosco, pois colecionava-nos e apreciava-nos como se fossemos parte da vida dele. No entanto, nem sempre fomos feitas de metais preciosos como ouro, rubi ou prata, também já fomos feitas de simples ossos e pedras. Eram os antigos líderes que nos usavam, pois isso dava-lhes estatuto.

Diogo Miranda

Colunas Gregas

Audio

Eu sou a coluna grega e sou o elemento principal da arquitetura grega. Eu sou muito bonita e tenho três estilos diferentes, o estilo jónico, dórico e coríntio, estando presente em vários lugares do mundo. Sinto-me tão elegante como uma modelo de revista, por isso gostava tanto de poder sair do meu sítio e participar nos desfiles de moda. Adoro ser quem sou, é uma pena não poder sair do meu lugar.

Francisco Teixeira

Coroa de oliveira ou louros

Audio

Eu sou a coroa de oliveira e de louros, sou o símbolo de distinção e de glória. Na Grécia Antiga, eu era o prémio dos atletas vencedores dos Jogos Olímpicos e, portanto, de grandes heróis. Os romanos, herdeiros da cultura grega, também me adotaram. Antes era feita de louro, e agora sou feita de ouro para honrar “os homens de guerra”, que regressaram dos campos de batalha. Hoje em dia, as pessoas recebem troféus como prémios, mas era muito melhor quando eram galardoadas comigo, porém ainda tenho importância, pois apareço em medalhas e em vários outros logótipos.

Maria Viegas

Medalhas

Audio

Eu sou uma medalha e sou feita de ouro. Fui criada na Antiga Grécia e represento a pureza, o valor, a realeza e ostentação. Tenho cinco anéis que simbolizam os povos dos vários continentes, permanecendo a ideia do Olimpismo da Antiga Grécia, que queria criar laços de união entre o povo helénico. Gosto de fazer as pessoas felizes, depois de se esforçarem para me conquistarem.

Texto escrito por Lucas Guerreiro e lido por Eliane Jesus

Cerâmica/ Olaria

Audio

Eu sou a cerâmica que foi feita pelo ser humano. Eu fui feita para o uso doméstico, artesanal, comercial e até para cerimónias fúnebres e religiosas. Eu, a cerâmica grega, demonstro melhor que qualquer outra manifestação artística a evolução social, cultural e política, além da plástica dos gregos. Eu sou grande e pesada, mas o que pesa mais é a minha beleza e riqueza. As minhas pinturas são extraordinárias, tenho uma ou duas asas mas isso não muda a minha beleza.

Bianca Rodrigues

Gládio

Audio

Eu sou a espada mais usada pelos legionários romanos. Sou uma arma curta e portátil e os guerreiros são treinados para perfurar na zona abdominal, assim o adversário é derrotado facilmente. Muitos impérios usaram-me, sou usada na mão direita, pois é no lado esquerdo do cinto dos guerreiros que fica a minha cama, chamada de bainha. Assim é mais fácil e eficiente para os guerreiros me empunharem e estarem prontos para o combate. E, claro, tenho uma forma correta de ser usada, os guerreiros seguram-me sempre no cabo e com o polegar próximo à lâmina. Mas infelizmente já me substituíram por armas de fogo e armas mais pequenas.

Texto escrito por Vicente Conceição e lido por Diogo Miranda

Scutum

Audio

Eu sou Scutum, um escudo retangular de madeira de um metro e meio, forrado a couro com reforços metálicos. Sou um dos principais objetos em conflitos e combates. A minha principal função era proteger o corpo do soldado contra o ataque inimigo, mas eu também permitia que os soldados se organizassem na muito conhecida formação tartaruga para se protegerem ou atacarem sem medos. De tanto andar de um lado para o outro, já estou cansado, mas sou tão forte que nem com um arranhão fiquei, mesmo depois de tantos ataques. Eu posso ter sido mais usado no passado, mas fui tão importante que ainda hoje faço parte de alguns videojogos, como no Minecraft, e sou usado em guerras para salvar a vida de pessoas de mísseis e objetos voadores.

Bernardo Pereira

Cáligas

Audio

Nós somos as cáligas, um tipo de sandálias. Nós somos resistentes como uma pedra. Vestimo-nos de tiras de couro macio cosidas a solas de coiro grosso e duro, e guarnecidas de pregos ou tachões de ferro. Nós consideramo-nos muito valiosas, pois fomos usadas para a guerra por legionários, oficiais da cavalaria ligeira e tropas auxiliares romanas. Nós não éramos apenas umas sandálias, pois incutíamos o medo nas forças que defrontavam os romanos. Fomos úteis porque tornámos o calçado dos humanos mais confortável. Ainda se pode dizer que continuamos a ser moda, pois ainda se usam sandálias hoje em dia.

Bianca Gregório

Elmo

Audio

Eu sou o Elmo e, para os mais chegados, Galea. Os legionários romanos usavam-me quando combatiam, de forma a proteger-lhes a cabeça, claro. Sou muito forte, feito de bronze. Eu fazia parte da guerra, servia os mais importantes guerreiros do Império Romano e ajudava na conquista dos territórios. Sou o bisavô dos capacetes de segurança e trisavô dos capacetes de motards e dos capacetes de astronautas. Concluindo, se não fosse eu, o Império Romano não teria cabeça!

David Pinho

Moedas

Audio

Nós somos moedas antigas. Viemos e fomos criadas na Antiga Grécia, porque éramos muito utilizadas no comércio intenso. O nosso nome vem do Latim e liga-se à Deusa, Juno (Juno Moneta), protetora dos recursos financeiros. Nós éramos também muito importantes no império Romano, pois era possível comprar praticamente tudo, até cargos políticos.Ainda existimos atualmente, mas temos mais formas.

Lucas Guerreiro

Coroa dos Reis

Audio

Eu sou uma coroa usada por monarcas, nobres, santos e deuses. Todos ficam encantados por ser de ouro e cravada de pedras preciosas. Orgulho-me de mim própria e quem me usa sente a justiça, a vitória, a honra e a glória. Eu sou o objeto mais importante na coroação dos reis, pois sou eu que mostro o seu derradeiro poder. Ainda sou famosa lá na Inglaterra, ando de cabeça em cabeça, só dos mais nobres e de geração em geração para os mais fiéis.

Ana Gancho

Escudo Cristão

Audio

Eu sou o escudo e sou usado para proteger os seres humanos. Eu sou um escudo em cruz que simboliza a espada do cavaleiro, tenho um campo de prata com uma cruz azul centrada, sendo muito usado por nobres e cavaleiros nas campanhas das Cruzadas. Ajudei nas guerras e nas batalhas contra os adversários de D. Afonso Henriques.

Afonso Coelho

Bússola

Audio

Eu sou a bússola, sou um instrumento de navegação e de orientação, fui criado lá no Norte de África pelos meus pais muçulmanos, no séc. VIII. Fui fundamental para a expansão europeia e, por isso, tenho muito orgulho em quem sou, já que salvei muitos marinheiros nas suas viagens. Uma bússola para os marinheiros é como o telemóvel para os humanos modernos, orientá-los para o Norte é a minha função.

Dinis Silva

em DAC das disciplinas de História e Ed. Artística e na disciplina de Educação Visual (professora Cátia Guerreiro)

Ficha técnica

Criação de objetos

+

+

+

Recolha de informações históricas

Disciplina de História, professora Cristina Madeira

+

Produção de autobiografias e leitura de textos

Excerto da obra: Sr. Diretor Luís Felício; Texto conjunto da turma: professora Sara Carvalho

Disciplina de Português, Professora Sara Carvalho

Outras leituras

Apresentação

Prof. Sara Carvalho com a colaboração dos alunos da turma 7.B

+

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat.

Todos os objetos foram criados com recurso a:

• Materiais recicláveis (paus e pedras, interiores dos rolos de papel higiénico, caixas de papelão e cartões de cereais, papel/rolo de cozinha, copos de papel, pequenas massas alimentares e tampas de frascos). • Materiais de desgaste (cordas e fitas, cartolinas e papéis diversos, lápis de grafite e de cor, tintas spray e tintas acrílicas, glitters e brilhantes, cola branca, cola UHU, fita cola, placa de eva e de feltro, papel de alumínio e massa de moldar). • Instrumentos diversos (teques, martelo, serrote, tesoura, x-ato, régua e esquadro). e ... muita IMAGINAÇÃO!

Esta foi a história dos...

Tesouros da Humanidade

Obrigado.

esperamos que tenham gostado!

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOÃO DA ROSA