Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

19/03/2024

Biologia e Geologia

Tarantula Rosa

Andreia Baptista nº3Bárbara Pinho nº4Lara Santos nº10
4.Obtenção de O2
5.Reprodução/Ciclo de vida
3.Sistema de transporte
2.Interação no ecossistema
1.Tipo de nutrição
Reprodução/Ciclo de vida
Obtenção de O2
Interação no ecossistema
Sistemas de transporte

https://www.zoo.pt/pt/conhecer/animais/anfibios-e-outros/tarantula-rosa/https://pt.wikipedia.org/wiki/Grammostola_roseaFERREIRA, Ana [et al.] (2022). BioGeo 11 – volume 1 (biologia), 11º anoFERREIRA, Ana [et al.] (2022). BioGeo 10 - volume 2 (biologia), 10° anohttps://www.biodiversity4all.org/taxa/202657-Grammostola-roseahttps://exo-terra.com/explore/care-guides/invertebrates/grammostola-rosea/https://www.cambridgebutterfly.com/grammostola-rosea/

Referências

Como obtem materia? As tarantulas rosa caçam o seu alimento durante a noite, ou seja, são predadores. Após capturarem a presa, a tarântula usa as suas quelíceras (estruturas semelhantes a presas) para injetar enzimas digestivas na presa, que começam a decompor os tecidos internos da mesma. Uma vez que a presa já estiver suficientemente decomposta e digerida, a tarântula suga os fluidos resultantes. --- heterotroficos por ingestão, macroconsumidores Tem sistema digestivo? Os aracnídeos contam com um aparelho digestivo que possibilita uma digestão completa. E é formado por um tubo digestivo que facilita o processo extracelular. Toda a alimentação é liquefeita, pois há uma digestão externa feita anteriormente à ingestão da presa. ---digestão intracorporal.

  • Embora sejam chamadas de "rosa", as tarântulas rosa podem variar de cor, desde um tom rosa pálido até um castanho escuro, dependendo do indivíduo e do ambiente em que vivem.
  • Devido à perda de habitat causada pelo desenvolvimento humano, a população de tarântulas rosa no seu habitat natural, especialmente no deserto do Atacama, está em declínio.

Curiosidades

Possuem um sistema de transporte relativamente simples, adequado para suas necessidades como aracnídeos terrestres.As tarântulas têm um sistema circulatório aberto, onde a hemolinfa, circula livremente pelo corpo, banhando os tecidos e transportando nutrientes, oxigênio e produtos de excreção. As tarântulas possuem um coração dorsal simples que bombeia hemolinfa para o corpo. Não possuem vasos sanguíneos fechados como os mamíferos, mas sim lacunas e seios através dos quais a hemolinfa flui.

As tarântulas rosa, obtêm oxigênio através de um sistema respiratório chamado traqueal.As tarântulas não têm pulmões. Em vez disso, respiram através de traqueias que são aberturas na superfície do corpo conectadas a uma série de tubos respiratórios, que se ramificam pelo corpo da tarântula.O ar entra nas traqueias e difunde-se através das membranas traqueais para a hemolinfa onde o oxigênio é transportado para as células do corpo, e é utilizado na produção de energia durante o processo de respiração celular.É um sistema passivo, em que a troca de gases ocorre por difusão

Célula eucaritica animal e organismo pluricelular

Organização celular:

• Reino: Animalia (animais)• Filo: Arthropoda (artrópodes)• Classe: Arachnida (aranhas, escorpiões, ácaros)• Ordem: Araneae (aranhas)• Família: Theraphosidae (tarântulas e caranguejeiras)• Gênero: Grammostola• Espécie: Grammostola rosea

Taxonomia:

Nome Comum: Tarântula Rosa ou Tarântula Chilena Rosa

As tarântulas rosa são predadoras eficazes, alimentando-se principalmente de insetos, pequenos vertebrados e até mesmo outras aranhas, porém também servem como presas para outros animais de maior porte, ou seja, numa cadeia alimentar estas tarântulas desempenham normalmente o papel de macroconsumidores de nivel dois, ou de predadores secundários

Habitat/ adaptações ao meio ambiente

Encontrada principalmente no deserto do Atacama, no Chile. Elas vivem em tocas que escavam no solo arenoso ou em fendas rochosasCariótipo: 22 pares de cromossomas (diploide), no total 44 cromossomas. Cada cromossoma é composto por DNA e contém os genes responsáveis pelas características hereditárias da tarântula, como cor, tamanho e comportamento..

Reprodução: Reprodução sexuada (produzem casulos de ovos com centenas de ovos fertilizados). Tipo de ciclo de vida: Ciclo de vida diplonte, ou seja, o zigoto diploide desenvolve-se e divide-se por meio de mitose, formando um embrião diplóide. Esse embrião cresce e desenvolve-se até se tornar uma tarântula completamente formada.-Reprodução: Quando a tarântula atinge a maturidade sexual, ela reproduz-se sexualmente, produzindo gametas haploides que começam o ciclo novamente.