Want to make creations as awesome as this one?

More creations to inspire you

Transcript

Controlo de gestão

Técnico de apoio à gestão

Trabalho realizado por: Ana José Nº 1 11ºP

Os sistemas de informação de apoio à gestão

Índice

Os princípios de elaboração e mecanismos de funcionamento

Orçamento

Os objetivos das estratégias do controlo orçamental

O controlo de gestão e as teorias organizacionais

As fases da elaboração orçamental

Os desvios orçamentais: a sua identificação e impacto na destão da empresa

As características do controlo orçamental

Planeamento operacional

Planeamento estratégico

A importância do orçamento de gestão

Controlo interno e controlo operacional

O controlo de gestão trata-se de um conjunto de métodos, técnicas e ferramentas que têm como objetivo a recolha e análise de dados gerados no ambiente da empresa de forma a atingir os objetivos estabelecidos de acordo com as estratégias e políticas aprovadas.

Introdução

Sistemas de informação de apoio à gestão são ferramentas que ajudam as empresas a tomar decisões melhores e mais informadas. Eles coletam, organizam e analisam dados para fornecer informações úteis para os gestores. Esses sistemas podem incluir recursos como relatórios, painéis de controle e análise de dados. Eles são muito úteis para melhorar a eficiência e a eficácia das operações de uma empresa.

Os sistemas de informação de apoio à gestão

O controle de gestão é uma função essencial dentro das organizações. Ele envolve o planejamento, monitoramento e avaliação das atividades para garantir que os objetivos sejam alcançados. Existem várias teorias organizacionais que podem ser aplicadas ao controle de gestão, como a teoria da contingência, a teoria do alinhamento estratégico e a teoria do controle interno. Essas teorias fornecem diretrizes e abordagens para ajudar os gestores a implementar um controle eficaz e adaptável às necessidades da organização.

O controlo de gestão e as teorias organizacionais

A estratégia e o controlo

O planeamento estratégico é um processo que envolve definir os objetivos de longo prazo de uma empresa e desenvolver um plano de ação para alcançá-los. É uma ferramenta importante para orientar as decisões e ações da empresa, garantindo que estejam alinhadas com a visão e os objetivos estabelecidos.

Planeamento estratégico

O planeamento operacional é o processo de traduzir os objetivos estratégicos em ações e tarefas específicas que serão executadas pelas diferentes áreas e níveis da organização. Ele se concentra em detalhar como as atividades diárias serão realizadas para alcançar os objetivos estratégicos estabelecidos.

Planeamento operacional

Controlo interno e controlo operacional

O orçamento e o controlo orçamental

O orçamento é uma estimativa de receitas e despesas para um determinado período de tempo. É uma forma de planear e controlar o dinheiro que entra e sai de uma empresa, organização ou até mesmo para as finanças pessoais. O orçamento ajuda a definir metas financeiras, a tomar decisões sobre investimentos e a monitorizar os gastos para garantir que estão alinhados com o planeado. É uma ferramenta importante para a gestão financeira.

Orçamento

Os princípios de elaboração de um orçamento podem variar, mas geralmente envolvem os seguintes passos:

  • 1. Identificar os objetivos financeiros: Definir quais são os objetivos financeiros a curto, médio e longo prazo, como economizar para uma viagem ou reduzir dívidas.
  • 2. Estimar as receitas: Determinar todas as fontes de rendimento, como salários, rendas ou investimentos.
  • 3. Estimar as despesas: Listar todas as despesas mensais, como aluguel, alimentação, contas de serviços públicos, transporte e entretenimento.

Os princípios de elaboração e mecanismos de elaboração

  • 4. Priorizar os gastos: Analisar as despesas e decidir quais são essenciais e quais podem ser reduzidas ou eliminadas.
  • 5. Alocar recursos: Distribuir o dinheiro disponível para cada categoria de despesa de acordo com as prioridades estabelecidas.
  • 6. Acompanhar e ajustar: Monitorizar regularmente as despesas e receitas reais em comparação com o orçamento planeado e fazer ajustes conforme necessário.

Os princípios de elaboração e mecanismos de elaboração

Read more

Estabelecimento de limites: Com base nas metas e nas informações coletadas, é preciso definir limites e restrições para cada categoria de gastos.

Elaboração do orçamento: Nessa etapa, o orçamento é realmente criado. É importante atribuir valores específicos a cada categoria de despesa e garantir que todas as receitas sejam consideradas.

Planeamento: Esta fase, é importante definir os objetivos financeiros e estabelecer metas claras para o orçamento.

A elaboração orçamental geralmente segue algumas fases. As fases são:

As fases da elaboração orçamental

Implementação e acompanhamento: Depois que o orçamento é finalizado, ele precisa ser implementado e monitorado regularmente. Isso envolve acompanhar as despesas e receitas reais, comparando-as com o orçamento planejado e tomando medidas corretivas, se necessário.

Revisão e ajustes: Após a elaboração do orçamento, é fundamental revisá-lo cuidadosamente para garantir que esteja realista e alinhado com os objetivos estabelecidos.

Coleta de informações: Aqui, é necessário reunir dados sobre as receitas e despesas passadas, bem como informações sobre as projeções futuras.

As fases da elaboração orçamental

O orçamento é extremamente importante para a gestão financeira de uma empresa ou até mesmo para o controle das finanças pessoais. Ele ajuda a planear e controlar os gastos, estabelecer metas financeiras e tomar decisões mais informadas. No geral, o orçamento é uma maneira de manter as finanças sob controlo, evitar surpresas desagradáveis e garantir uma gestão financeira saúdavel.

A importância do orçamento a gestão

O controlo orçamental

Os objetivos das estratégias de controlo orçamental são: 1. Monitorar o desempenho financeiro: Através do controlo orçamental, é possível acompanhar de perto as receitas e despesas reais em comparação com o orçamento planejado. Isso permite identificar desvios e tomar medidas corretivas para manter as finanças sob controle. 2. Identificar áreas de melhoria: O controlo orçamental ajuda a identificar áreas onde os gastos estão acima do esperado ou onde há oportunidades de economia. Isso permite tomar medidas para reduzir custos, realocar recursos de forma mais eficiente e melhorar a rentabilidade. 3. Tomar decisões informadas: Ao analisar as variações orçamentais, é possível obter informações valiosas para a tomada de decisões futuras. Isso inclui decidir sobre investimentos, definir metas de vendas e lucratividade, e direcionar os recursos de forma estratégica.

Os objetivos das estratégias do controlo orçamental

Os objetivos das estratégias do controlo orçamental

4. Estabelecer metas realistas: O controlo orçamental ajuda a estabelecer metas financeiras realistas e alcançáveis. Ao comparar o desempenho real com o orçamento, é possível avaliar se as metas estão sendo atingidas e ajustá-las, se necessário. 5. Garantir a sustentabilidade financeira: O controlo orçamental é fundamental para garantir a saúde financeira a longo prazo. Ao identificar e corrigir desvios, é possível manter as finanças sob controle, evitar surpresas desagradáveis e garantir a sustentabilidade do negócio. Em resumo, as estratégias de controlo orçamental têm como objetivo monitorar o desempenho financeiro, identificar áreas de melhoria, tomar decisões informadas, estabelecer metas realistas e garantir a sustentabilidade financeira.

As características do controlo orçamental são:

  • 1. Planeamento: O controlo orçamental envolve a criação de um plano financeiro detalhado, que inclui estimativas de receitas e despesas futuras. Isso ajuda a estabelecer metas e direcionar os recursos de forma adequada.
  • 2. Monitorização: O controlo orçamental requer o acompanhamento regular do desempenho financeiro em relação ao orçamento planejado. Isso envolve a comparação das receitas e despesas reais com as estimativas, identificando desvios e tomando medidas corretivas.
  • 3. Análise de variações: O controlo orçamental envolve a análise das variações entre o orçamento planejado e o desempenho real. Isso ajuda a identificar as razões por trás dos desvios e a tomar decisões informadas para corrigir a situação.

Características do controlo orçamental

4. Ajustes e correções: Com base nas análises de variações, o controlo orçamental permite fazer ajustes e correções necessárias para manter as finanças sob controle. Isso pode incluir realocação de recursos, redução de custos ou busca de oportunidades de receita. 5. Comunicação e envolvimento: O controlo orçamental requer uma comunicação eficaz e o envolvimento de todas as partes interessadas. Isso inclui a partilha de informações financeiras, a definição de responsabilidades e a colaboração para alcançar os objetivos orçamentais. 6. Melhoria contínua: O controlo orçamental não é um processo estático, mas sim um processo contínuo de melhoria. Isso envolve a revisão regular do plano orçamental, a aprendizagem com os erros passados e a implementação de melhores práticas. Em suma, o controlo orçamental envolve o planeamento, monitorização, análise de variações, ajustes e correções, comunicação e envolvimento, e busca pela melhoria contínua. Essas características são essenciais para manter as finanças sob controle e alcançar os objetivos financeiros.

Características do controlo orçamental

Os desvios orçamentais: a sua identificação e impacto na gestão da empresa

Em conclusão o controlo de gestão é fundamental para avaliar o desempenho da empresa, identificar áreas de melhoria e tomar decisões estratégicas. Além disso, a reflexão sobre os processos de controlo de gestão utilizados e a sua eficácia pode ajudar a aprimorar as práticas e garantir uma gestão mais eficiente no futuro.

Conclusão

Ana cristina caldeira josé

Curso Profissional de Técnico de apoio à gestão

Obrigado!

O controlo operacional, por outro lado, refere-se ao processo de monitorização e gestão das atividades diárias e operacionais de uma organização. Envolve a implementação de medidas e procedimentos específicos para garantir que as tarefas sejam executadas de forma eficiente, os recursos sejam utilizados adequadamente e os objetivos operacionais sejam alcançados

Quanto aos mecanismos de funcionamento do orçamento, eles podem variar dependendo do contexto, mas geralmente envolvem o registo e acompanhamento das receitas e despesas, a análise periódica dos resultados e a tomada de medidas corretivas se necessário.

O controlo interno refere-se a um conjunto de políticas, procedimentos e práticas estabelecidas por uma organização para garantir que as suas operações sejam conduzidas de forma eficiente, eficaz e em conformidade com as leis e regulamentos aplicáveis. O objetivo do controlo interno é salvaguardar os ativos da empresa, promover a integridade dos registos financeiros e operacionais, mitigar riscos e garantir a conformidade com as políticas e diretrizes estabelecidas.