Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

Trabalho realizado por:Luciano Pinto n. 13Rodrigo Lopes n. 18Tiago Silva n.20Tiago Ferreira n.21

Maria de Sousa

Formou-se na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Exerceu atividade científica em Inglaterra, Escócia e Estados Unidos, tendo sido Professora Assistente na Universidade de Glasgow (Escócia).

Faleceu a 14 de abril de 2020 com 80 anos em Lisboa vítima da covid-19.
Nascida a 17 de outubro de 1939 em Lisboa

Maria Ângela Brito de Sousa

Biografia

Na época de Salazar as mulheres enfrentavam restrições significativas em termos de direitos e oportunidades. O Estado Novo reforçava frequentemente os estereótipos de gênero e mantinham as mulheres em papéis tradicionais , como o de esposas e de mães, relegando-as a uma posição subordinada na esfera pública.

Portugal de Salazar
Faleceu a 14 de abril de 2020 com 80 anos em Lisboa vítima da covid-19.

Nós estudamos o ferro numa perspectiva que nem os hematologistas – que se interessam pela falta de ferro, a anemia –, nem os hepatologistas – que estudam a acumulação no fígado – o fazem; e os imunologistas, normalmente, não estudam o ferro. Temos evidências experimentais, através do trabalho da Dra. Graça Porto, no Hospital de Santo António, de que doentes com um nível baixo de linfócitos têm um nível alto de ferro no sangue. O Jorge Pinto, investigador pós-doutorado que é meu colega no IBMC, tem em mãos experiências muito interessantes que têm a ver com uma proteína chamada epsidina e que podem demonstrar que os linfócitos também protegem o organismo do excesso de ferro.

– Na sua área de investigação actual, as relações entre a concentração de ferro e o sistema imunitário,o que gostaria de ver clarificado nos próximos tempos?

A importância de ver diferente

Faleceu a 14 de abril de 2020 com 80 anos em Lisboa vítima da covid-19.

Maria de Sousa viu-se obrigada a sair de Portugal para continuar a sua vida na investigação científica, muito por causa do regime ditador implementado por António Salazar. A Imunologista portuguesa esteve fora durante vários anos em países como a Escócia, a Inglaterra e os Estados Unidos. Regressou a Portugal em 1985, dez anos após a revolução do 25 de abril, e tirou o mestrado de Imunologia na Universidade do Porto, onde três anos depois se tornara professora.

Faleceu a 14 de abril de 2020 com 80 anos em Lisboa vítima da covid-19.

A FUGA DE PORTUGAL

Danos articulares

Disfunção hepática

Lesões cardíacas

Lesão tecidual

A toxicidade do ferro pode se manifestar de várias formas, dependendo da gravidade da sobrecarga de ferro e dos órgãos afetados. Alguns dos sintomas e complicações associados à toxicidade do ferro incluem:

A toxicidade do ferro refere-se aos efeitos adversos resultantes de níveis excessivos de ferro no organismo, que podem levar a danos celulares e disfunção de órgãos. O ferro é um mineral essencial para várias funções biológicas, incluindo o transporte de oxigênio, a produção de energia e a atividade enzimática. No entanto, quando os níveis de ferro se acumulam em excesso, seja devido a uma absorção aumentada, a uma sobrecarga terapêutica ou a uma condição genética, isso pode causar danos oxidativos às células e tecidos.

Toxicidade do ferro

Faleceu a 14 de abril de 2020 com 80 anos em Lisboa vítima da covid-19.

Será que o sistema imunológico,será só importante para infeções,ou poder ser importante para outras coisas como por exemplo ajudar a proteger contra a toxicidade do ferro?

O pensamento de Maria de Sousa

Maria foi das primeiras cientistas a pensar desta forma.Após estudar ratos nos quais o timo lhes tinha sido retirado no período neonatal.

O pensamento de Maria de Sousa
  • Ela entendeu que a hemocromatose hereditária ,pode ser influenciado pelas anomalias nos número de células do sistema imunologico.
  • Quanto menor for o número de células maior a gravidade da acumulação do ferro.
  • Mais tarde já em Nova York veio a vereficar em estudos de doentes com linfomas,que quando as células do sistema imunologico não se encontravam no local , aparecia acumulações de ferro nos tais "buracos",nos sítios onde não havia células.

Isto leva-a a formular uma hipótese para a hemocromatose Hereditária

Graças ao estudo de Maria de sousa , podemos agora entender que a hemocromatose hereditária,está relacionada com anomalias no número de células do sistema imunologico.

Uma mutação nesse gene permite que seja absorvido ferro demais da dieta.

Mutação do gene HFE (regulador homeostático do ferro).

Causas de hemocromatose

A hemocromatose hereditária é uma doença genética caracterizada pelo acúmulo excessivo de ferro.

Hemocromatose Hereditária

Doenças Autoimunes: Também estudou as bases imunológicas das doenças autoimunes, como o diabetes tipo 1, artrite reumatoide e lúpus. Ao observar ratos em modelos experimentais dessas doenças, ela contribuiu para a compreensão dos mecanismos pelos quais o sistema imunológico ataca os próprios tecidos do corpo, levando à patologia.

Tolerância Imunológica: Ela também investigou os mecanismos que levam à tolerância imunológica, ou seja, como o sistema imunológico pode aprender a reconhecer e tolerar determinados antígenos, em vez de atacá-los. Os seus estudos com ratos contribuíram para o entendimento desses processos, que são cruciais para a prevenção de doenças autoimunes e a promoção da aceitação de transplantes.

Imunologia de Transplantes: Maria de Sousa estudou as respostas imunológicas associadas ao transplante de órgãos em modelos animais, como ratos. Ela investigou os mecanismos pelos quais o sistema imunológico do receptor reage ao órgão transplantado, com o objetivo de entender melhor a rejeição e encontrar formas de preveni-la ou minimizá-la.

Maria de Sousa, com a sua vasta experiência e conhecimento em imunologia, contribuiu significativamente para a compreensão e manejo de condições relacionadas à toxicidade do ferro.Esta cientista com os seus trabalhos ao longo da sua carreira pode também contribuir,para:

Conclusão

Em 2014 publicou um livro, Meu Dito Meu Escrito, editado pela Gradiva, sobre ciência e cientistas, que reúne textos escritos ao longo de anos

Curiosidades

Consultado em:https://sigarra.up.pt/up/pt/webhttps://www.gradiva.pt/autorehttps://www.ics.ulisboa.pthttps://chat.openai.com

Webgrafia

FIM