Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

Jéssica Rocha nº 9Margarida Isabel nº 12

As heroínas na Revolução da Maria da Fonte

Portugal tem uma longa história de ações heroicas ao longo dos séculos. O acontecimento mais heroico que a Póvoa de Lanhoso teve foi a Revolução da Maria da Fonte. Maria da Fonte, é considerada a instigadora dos motins iniciais, que tiveram uma forte participação feminina, dando origem ao nome da revolta. Estas mulheres tentavam impedir o enterro de Custódia, que acreditavam que os mortos estavam desprotegidos do Céu.

Maria terá gritado vivas à rainha e morte aos Cabrais e às leis novas. Quando as autoridades prenderam as cabecilhas do conflito, foram presas quatro Marias da Fonte: Joaquina Carneira, Maria Custódia Milagreta, Maria da Mota e Maria Vidas. Centenas de mulheres rapidamente afugentaram os representantes da Justiça e os coveiros. Extasiadas com os poderes que tinham em mãos, marcharam, a 27 de março, do Cruzeiro até à vila, arrombando as portas da cadeia à machadada, a fim de libertarem as companheiras.

O manifesto surgiu contra o governo cartista, exercido por António Bernardo da Costa Cabral. O governo cartista centra-se na Carta Constitucional de 1826, tendo como característica o lado mais conservador do liberalismo. A revolta ocorreu devido às tensões sociais decorrentes das guerras liberais.

A sublevação alastrou-se por todo o país, resultando na substituição do governo de Costa Cabral pelo governo liderado por Pedro de Sousa Holstein. A rainha D. Maria II demitiu o governo e nomeou o marechal João Carlos de Saldanha Oliveira e Daun para formar um novo ministério, reacendendo assim a insurreição. O desfecho desta revolução foi uma nova guerra civil de 8 meses que só acabou com a assinatura da Convenção de Gramido, após a intervenção de forças militares estrangeiras ao abrigo da Quádrupla Aliança.

A grande heroína que foi Maria da Fonte tornou-se um célebre símbolo da luta por justiça e igualdade. Só em 1978 uma estátua é criada na Póvoa de Lanhoso, tendo sido recolocada junto à igreja romântica de Fontarcada. Maria da Fonte é, nos dias de hoje, uma importante figura histórica.