Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

Natação

Tipos e modalidades

Sumário

A natação é a prática de deslocamento na água por meio de movimentos corporais, principalmente com o uso dos braços e pernas. Esta apresentação será sobre os seus diferentes tipos (crawl, peito, costas, e borboleta) e modalidades da natação (pura, polo aquático, saltos para a água, de águas abertas, sincronizada, e mergulho).

Tipos de natação

Crawl

Também é conhecido como estilo livre. O nome tem origem na palavra inglesa “crawl ”, que pode traduzir-se como rastejar na água. A técnica é simples: O corpo fica de bruços. Enquanto um braço se move no ar para entrar na água, o outro move-se na direção oposta para sair da água. É um movimento semelhante ao realizado pelas pás de um moinho de vento. Ao mesmo tempo, deve mover as pernas para fornecer força de arrasto. A chave para dominar o crawl é que os movimentos sejam rítmicos e naturais.

Peito

É um estilo de natação lento e, ao mesmo tempo, poderoso. É realizado de bruços com movimentos sincronizados de braços e pernas. Os braços avançam a partir de uma posição estendida, paralela e simultaneamente. Quando os braços se movem para trás, as mãos permanecem próximas ao corpo com as palmas voltadas para fora. O movimento das pernas proporciona impulso na água. Para fazer isso, as pernas são separadas e dobradas na altura dos joelhos, empurrando o corpo para trás explosivamente. A chave para dominar o estilo de natação bruços é coordenar os movimentos dos braços e pernas.

Costas

É semelhante ao estilo crawl, mas em vez de ficar deitado de bruços, é feito de costas.A palma da mão está sempre virada para fora. Portanto, durante o movimento, o dedo mindinho é o primeiro a entrar na água e o polegar o primeiro a sair. Debaixo da água o braço permanece estendido. Assim, consegue uma melhor posição e impulso externo. Após atingir a posição, chega a fase da braçada em que o cotovelo é flexionado e a água é empurrada. O segredo para fazer bem é conseguir uma boa inclinação do tronco e coordenar os movimentos dos braços com os pés.

Borboleta

É o mais complexo de todos os estilos de natação, exigindo grande capacidade e resistência pulmonar. Os movimentos de braços e pernas são semelhantes ao estilo crawl, mas requerem coordenação perfeita das extremidades superiores e inferiores. Para nadar em mariposa: Impulsione os braços acima da água com os cotovelos dobrados e, em seguida, estenda os braços para trás com os cotovelos travados. Paralelamente, é necessário fazer movimentos ondulatórios com as pernas. É semelhante às barbatanas dos golfinhos. O segredo para dominar as braçadas de mariposa é ter movimentos fluidos dos braços, movimentos poderosos das pernas e respirar sempre que a cabeça sobe à superfície.

Modalidades da natação

Natação pura

É a prática da natação de competição em piscina, envolvendo os quatro estilos básicos: crawl, bruços, costas e mariposa (borboleta ou golfinho). Insere-se nos desportos aquáticos e faz parte dos Jogos Olímpicos modernos desde o seu início em 1896. O desporto é regido pela Federação Internacional de Natação (FINA) , em Portugal, pela Federação Portuguesa de Natação (FPN)..

Polo aquático

Esta modalidade é praticada com uma bola e balizas, sendo os seus jogos praticados num ritmo elevado. O polo aquático surgiu em Inglaterra, no século XIX, e foi o primeiro jogo desportivo coletivo a integrar o programa competitivo dos Jogos Olímpicos da era moderna (Paris, 1900).

Saltos para a água

Uma disciplina da Natação que, nos Jogos Olímpicos, conta com as seguintes provas: Trampolim de 3 metros, Trampolim de 3 metros sincronizado, Plataforma de 10 metros e Plataforma de 10 metros Sincronizada. Trata-se de um desporto de grande beleza estética e movimentos de elevada exigência técnica, que requerem dos atletas controlo motor, força e flexibilidade, sendo, por isso, de grande espetacularidade e emotividade. Os saltos são analisados por um júri, que atribui pontuação avaliando a descolagem, o “voo” e a entrada na água.

Natação de águas abertas

Esta refere-se à prática de natação num lago, no mar ou num rio. Daí o termo "águas abertas", por oposição à natação em piscinas designada natação "tradicional". Foi o poeta Lord Byron que lançou a popularidade da prática em 1810. Ao longo da primeira metade do século 20, as cidades com estuários, lagos ou braços de mar em todo o mundo propuseram os seus próprios percursos. As novas provas, cada vez mais numerosas, ofereciam uma variedade de opções: dos 500 m aos 10 km ou mais. Para harmonizar as distâncias e os prémios, foi criada, em 1963, a Federação Mundial Profissional de Natação Maratona.

Natação sincronizada

A Natação Artística (renomeação feita pela FINA em julho de 2017 da Natação Sincronizada), pode dizer-se que é uma disciplina desportiva que congrega conceitos de natação, ginástica e de dança. Carateriza-se na sua essência pela execução de rotinas de movimentos elaborados e dramáticos na água, acompanha por uma música, que pode ser efetuada por nadadores individuais, em duetos, trios ou equipas.

Mergulho

A prática de submergir, ou utilizando um aparato de respiração (mergulho autônomo, mergulho dependente ou semi-dependente) ou segurando a própria respiração, o que se chama de mergulho livre. Roupas de mergulho atmosféricas utilizam-se para isolar o mergulhador dos efeitos do ambiente de alta pressão, ou técnicas de mergulho de saturação, ou descompressivo, podem ser utilizados para reduzir o risco de doença descompressiva após mergulhos profundos.