Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

alimentaçãono séc. xix

Start

O transporte lento e as ineficientes técnicas de preservação dos alimentos impediam o comércio de longa distância de muitos alimentos. Na maioria dos casos, somente os ricos, especialmente a nobreza, podiam adquirir ingredientes importados, tais como especiarias. Devido a esses fatores, a cozinha dos nobres era mais propensa à influência estrangeira do que a de pessoas mais pobres.

Alimentação

A alimentação das classes populares era pouco variada e em pouca quantidade. Era constituída, fundamentalmente, por pão, batatas e toucinho. Por vezes, comiam sardinhas e bacalhau por serem produtos, na época, muito baratos.

Normas de dieta

As culinárias das culturas da Bacia do Mediterrâneo foram desde a Antiguidade baseadas em cereais, especialmente em vários tipos de trigo. Mingaus desse cereal e de outros, como a aveia, e mais tarde o pão, se tornaram os alimentos básicos, representando a maior parte das calorias ingeridas para grande parte da população.

Jejum

À parte do regime imposto por médicos, a dieta medieval era severamente influenciada por restrições religiosas. Tanto as igrejas orientais quanto ocidentais ordenavam que um banquete deveria ser seguido de jejum. Na maior parte da Europa, as quartas-feiras, sextas-feiras, e algumas vezes os sábados e vários outros dias do calendário, incluindo a quaresma e o advento, eram dias de jejum.

  • Miguel e Lucas
  • Nº12 e 8
  • 6ºD