Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

Start

"Para o Luís""Lápide"

Agrupamento de Escolas Professor Reynaldo dos SantosProfessor@: Carla FernandesDisciplina: Português

  • Métrica e ritmo, rima e estrutura estrófica

Análise formal

  • Estilo de linguagem e escrita

Figurações do poeta

  • Temáticas quotidianas

Representações do contemporâneo

  • Tema(s) e recursos expressivos

Análise do poema

Índice

Análise do poema

  • Temas: Crítica Social, Ironia e a cultura Portuguesa
  • Recursos expressivos: Apóstrofe, repetição, metáfora e personificação

Análise Formal

  • Sextilha (Cada estrofe contém 4 versos)
  • Métrica irregular;
  • Rima irregular

Análise do poema

Análise do poema

"Para o Luís"

Desafios individuais

Crítica Social

Representações do contemporâneo

Crítica social e Sarcasmo

Sensibilidade humana

Figurações do poeta

Análise do poema

  • Tema: Identidade Nacional e Cultural
  • Recursos expressivos: Metáfora, personificação e repetição

Análise Formal

  • Métrica irregular;
  • Rima irregular

"Lápide"

Relevância Cultural e Histórica

Identidade Nacional

Valorização da Herança Cultural

Representações do contemporâneo

Ressurreição da Pátria

“Poeta Infortunado e Tutelar”

Figurações do poeta

Ao comparar os poemas "Para o Luís" e "Lápide", é notável uma dualidade no tratamento da figura de Luís Vaz de Camões. Em "Para o Luís", o poeta adota um tom conselheiro e direto, induzindo o destinatário a seguir os seus próprios desejos e convicções, mesmo que isso implique desafiar as normas sociais, como sugere a expressão "põe Lianor na fonte". Esta referência carrega consigo uma carga simbólica, evocando a paixão e a individualidade, temas frequentes na poesia camoniana. Por outro lado, "Lápide" adota uma tonalidade mais solene e reflexiva, sugerindo uma reverência pela memória e pelo legado de Camões. A alusão à "negra sepultura" e à ressurreição da pátria através da sua poesia ressoa com temas épicos presentes na obra do poeta, realçando a sua importância histórica e cultural. A expressão "poeta infortunado e tutelar" também é evocada, sugerindo a dualidade da vida de Camões entre as dificuldades enfrentadas e a sua influência protetora sobre a cultura portuguesa. Deste modo, ambos os poemas destacam a relevância de Camões, cada um com a sua própria abordagem e ênfase, refletindo a complexidade e a riqueza do legado do poeta.

Página 205- exercício 1

Conclusão