Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

DIOGO & RÚBEN

O pH da chuva

sub-temas

Índice

05

04

06

03

02

01

Consequências das chuvas ácidas, com exemplos concretos;

Fontes de poluição que contribuem para a formação de chuvas ácidas;

Formas de evitar a formação de chuvas ácidas;

Formação das chuvas ácidas;

O que são chuvas ácidas;

O motivo pelo qual a água da chuva é naturalmente ácida;

O motivo pelo qual a água da chuva é naturalmente ácida

01

A água da chuva é naturalmente ácida devido à presença de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera. Quando o CO2 se dissolve na água da chuva, forma ácido carbônico (H2CO3), tornando-a ligeiramente ácida. Além disso, a água da chuva pode interagir com poluentes atmosféricos, como óxidos de nitrogênio e enxofre, que aumentam sua acidez. Este fenômeno é conhecido como chuva ácida e pode ter impactos adversos no meio ambiente, incluindo a acidificação de solos e corpos de água, o que pode prejudicar a vida vegetal e animal.

O que são chuvas ácidas

02

Chuvas ácidas são precipitações atmosféricas, como a chuva, a neve ou o granizo, que apresentam uma acidez maior do que o normal devido à presença de poluentes como dióxido de enxofre e óxidos de nitrogênio na atmosfera. Esses poluentes reagem com a água na atmosfera para formar ácidos, como ácido sulfúrico e ácido nítrico, resultando em chuvas com pH mais baixo do que o normal. As chuvas ácidas podem causar danos ao meio ambiente, incluindo a acidificação de solos e corpos de água, afetando a vegetação, os organismos aquáticos e os ecossistemas em geral.

Formação das chuvas ácidas

03

As chuvas ácidas se formam devido à presença de gases poluentes na atmosfera, como dióxido de enxofre (SO2) e óxidos de nitrogênio (NOx), que são libertados principalmente por atividades humanas, como queima de combustíveis fósseis em veículos e indústrias. Quando esses gases entram em contato com a água na atmosfera, reagem para formar ácidos, como ácido sulfúrico (H2SO4) e ácido nítrico (HNO3). Esses ácidos são transportados pela atmosfera e incorporados às precipitações, como a chuva, neve ou neblina. Essa acidez pode ter consequências prejudiciais para o meio ambiente, incluindo a acidificação de solos e corpos de água, afetando a vida vegetal, animal e os ecossistemas em geral.

Fontes de poluição que contribuem para a formação de chuvas ácidas

04

As fontes de poluição que contribuem para a formação de chuvas ácidas em Portugal são principalmente relacionadas à queima de combustíveis fósseis, como carvão, petróleo e gás natural, em indústrias, veículos automotores e sistemas de aquecimento. Essas atividades liberam gases poluentes, como dióxido de enxofre (SO2) e óxidos de nitrogênio (NOx), na atmosfera. Quando esses gases reagem com a umidade do ar, formam ácidos, como ácido sulfúrico e ácido nítrico, que podem ser transportados por grandes distâncias e precipitar na forma de chuvas ácidas. Além disso, outras fontes de poluição, como atividades agrícolas e industriais, também contribuem para o problema, embora em menor escala.

Consequências das chuvas ácidas, com exemplos concretos

05

As chuvas ácidas têm consequências negativas em Portugal, incluindo a acidificação dos solos e corpos d'água, prejudicando a vegetação e a vida aquática. Além disso, causam corrosão em estruturas e monumentos históricos, como o Mosteiro da Batalha. Também podem afetar a saúde humana, causando problemas respiratórios. Essas consequências destacam a necessidade de reduzir as emissões de poluentes atmosféricos para proteger o meio ambiente e a saúde pública.

Formas de evitar a formação de chuvas ácidas

06

Para evitar a formação de chuvas ácidas, é importante reduzir as emissões de gases poluentes, como dióxido de enxofre e óxidos de nitrogênio, através do uso de tecnologias de controle de emissões, promoção de fontes de energia limpa, incentivo ao transporte sustentável e práticas agrícolas responsáveis. A conscientização pública também desempenha um papel fundamental.

DIOGO & RÚBEN

Obrigado!