Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

Toxicidade de metais sobre o ser humano e o ambiente

Cromo
Cádmio
Mercúrio
Tálio
Chumbo
Toxicidade no ser humano:

Ingestão:

  • O tálio é altamente tóxico e pode causar danos graves aos sistemas nervoso, cardiovascular, renal e gastrointestinal. Os sintomas de envenenamento por tálio incluem vômitos, dor abdominal, alterações na visão, problemas cardíacos e, em casos graves, coma e morte.
Inalação e Absorção Cutânea:
  • Em ambientes e acidentes industriais, os trabalhadores podem ser expostos a concentrações elevadas de tálio, resultando em intoxicação aguda.

Tálio

Toxicidade no ser humano:

Exposição Ocupacional:

  • Trabalhadores em indústrias que utilizam mercúrio, como a produção de lâmpadas fluorescentes e dispositivos de medição, podem estar expostos e enfrentar riscos à saúde.

Vapor de Mercúrio:

  • A inalação prolongada pode causar danos ao sistema nervoso, rins e pulmões.

Metilmercúrio:

  • Pode causar danos ao sistema nervoso central, especialmente em fetos e crianças, resultando em atrasos no desenvolvimento, problemas cognitivos e neuromotores.

Mercúrio

Exposição Ocupacional:

  • Trabalhadores em indústrias que lidam com a produção de baterias, pigmentos, plásticos e soldagem podem estar expostos ao cádmio, enfrentando riscos para a saúde.

Ingestão:

  • Pode causar danos aos rins, distúrbios gastrointestinais e, em casos extremos, insuficiência renal.

Inalação:

  • A exposição ao cádmio através da inalação pode levar a danos nos pulmões, como bronquite crônica e enfisema.

Cádmio

Toxicidade no ser humano:

Toxicidade no ser humano:

Ingestão:

  • O chumbo pode causar danos ao sistema nervoso, rins, sistema cardiovascular e sistema reprodutivo. As crianças são particularmente vulneráveis, e a exposição ao chumbo pode levar a atrasos no desenvolvimento, danos cerebrais e problemas comportamentais.
Inalação:
  • Pode afetar o sistema respiratório e ser absorvido diretamente na corrente sanguínea.
Poeira de Chumbo:
  • Poeira proveniente de tintas à base de chumbo em edifícios mais antigos pode representar um risco, especialmente para crianças pequenas que podem ingerir a poeira.

Chumbo

O cromo é um elemento químico que existe em várias formas, sendo o cromo trivalente (Cr3+) e o cromo hexavalente (Cr6+) as formas mais comuns. A toxicidade do cromo depende principalmente da forma em que se encontra e das concentrações envolvidas.

cromo

Em conclusão, a toxicidade dos metais no organismo e no ambiente é uma preocupação significativa visto que os metais pesados vão se acumulando no organismo, e este não consegue eliminá-los causando assim efeitos adversos na saúde humana e nos ecossistemas. Portanto, medidas de controle e prevenção, como regulamentações ambientais, práticas de reciclagem e monitoramento da exposição humana, são essenciais para minimizar os impactos negativos dos metais tóxicos.

Conclusão

Toxicidade no ambiente:

Solo e Água:

  • Descargas industriais e emissões atmosféricas podem contaminar o solo e a água com mercúrio.
Biomagnificação:
  • A acumulação do mercúrio pode levar a concentrações perigosas em peixes grandes, como o atum e o tubarão, representando um risco para os consumidores humanos.

Toxicidade no ambiente:

Solo e Água:

  • Pode afetar a flora e a fauna do ambiente aquático e terrestre.
Acumulação em Organismos:
  • O tálio pode se acumular em organismos ao longo da cadeia alimentar, representando um risco para animais e posteriormente para os humanos que consomem esses organismos.

Toxicidade no ambiente:

Solo e Água:

  • O chumbo pode ser libertado no solo e na água através de atividades industriais, descarte inadequado de resíduos, e uso passado de gasolina contendo chumbo. Pode persistir no solo por longos períodos e afetar a qualidade da água potável.
Acumulação em Organismos:
  • O chumbo pode se acumular em organismos ao longo da cadeia alimentar, afetando os animais e potencialmente, representando um risco para humanos que consomem esses organismos.

Ar:

  • A inalação de partículas de cromo hexavalente pode levar a problemas respiratórios.

Solo:

  • Altos níveis de cromo no solo podem afetar o crescimento de plantas e, consequentemente, a cadeia alimentar.

Água:

  • Descargas industriais descontroladas podem contaminar cursos de água, afetando a vida aquática e prejudicando a qualidade da água para consumo humano.

Toxicidade no ambiente:

Cromo Hexavalente (Cr6+):

  • A exposição ocupacional prolongada a altas concentrações de cromo hexavalente pode resultar em danos no sistema respiratório, causar cancro nos pulmões e irritar a pele.
  • A ingestão de água contaminada com cromo hexavalente pode levar a problemas gastrointestinais e danos nos rins.

Cromo Trivalente (Cr3+):

  • Até o momento, não foram relatados efeitos adversos significativos à saúde humana devido ao cromo trivalente em condições normais de exposição.

Toxicidade no ser humano:

Bioacumulação:

  • O cádmio tem a capacidade de se acumular em organismos ao longo do tempo, aumentando a concentração à medida que sobe na cadeia alimentar.

Água:

  • Pode afetar a vida aquática e se acumular em organismos, tornando-se uma preocupação na cadeia alimentar.

Solo:

  • O cádmio pode se acumular no solo e dessa forma pode prejudicar a saúde do mesmo e impactar negativamente a flora.

Toxicidade no ambiente: