Want to make creations as awesome as this one?

Apresentação

Transcript

ALBERTO CAEIROO amor é uma companhia

Realizado por Leite

O amor é uma companhia.Já não sei andar só pelos caminhos.Porque já não posso andar só.Um pensamento visível faz-me andar mais depressaE ver menos, e ao mesmo tempo gostar bem de ir vendo tudo.Mesmo a ausência dela é uma coisa que está comigo.E eu gosto tanto dela que não sei como a desejar.Se a não vejo, imagino-a e sou forte como as árvores altas.Mas se a vejo tremo, não sei o que é feito do que sinto na ausência dela.Todo eu sou qualquer força que me abandona.Toda a realidade olha para mim como um girassol com a cara dela no meio.

O amor é uma companhia

. O sujeito poético expressa que não lhe faz sentido andar sozinho, pois sem a sua companhia, o amor, está só.. Mesmo estando ausente na vida deste, ela é a sua força, mas igualmente a sua fraqueza. Ganha as suas forças pensando nela, como também as perde na ausência dela. . O sujeito não consegue encontrar maneira de a enfrentar, ficando num estado de constante confusão e insegurança. As suas forças abandonam-o, estas mesmas forças que o fazem quem ele próprio é.. É obrigado a enfrentar a realidade, apenas para se deparar com a cara do seu amor no centro de um girassol.

O amor é uma companhia

1890 ImpressionismoClaude Monet FrancêsElementos significativos :- Girassóis- Paleta cromática- Espaço físico- Postura / expressão facial

Retrato de Suzanne Hoschedé com girassóis

Sensações experienciadas após a análise do poema/quadro.Explicitação do porquê da escolha da imagem para o excerto.
Mensão honrosa!

Apreciação crítica

Campo de Papoulas1873 Claude Monet
Disciplina de PortuguêsAgrupamento Agil PaesProfessora Maria GarciaAno letivo 23/24

Obrigado pela vossa atenção!