Want to make creations as awesome as this one?

More creations to inspire you

Transcript

PLANO DE AÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DIGITAL DA ESCOLA

6. Plano de Comunicação

7. Monitorização e Avaliação

8. Equipa da Transição Digital (Formação)

4. Diagnóstico Digital do AEIM

1. Visão

SELFIE

3. Caracterização Digital do AEIM

Check in

2. Estrutura do PADDE

5. Intervenção Estratégica

Índice

Análise PEST

Equipamentos

Gestão de Sistemas Digitais

Desafios Estratégicos

Parcerias

Planeamento da Implementação

9. Cronograma do PADDE

O PADDE constitui-se como o documento estratégico do Agrupamento de Escolas Ibn Mucana para o uso eficaz das tecnologias de aprendizagem digital na modernização de metodologias de ensino, de práticas de aprendizagem e de avaliação, visando a melhoria contínua da qualidade do ensino e da formação, bem como potenciar a inovação digital.

Visão

1

  • Caracterização Digital do AEIM
  • Diagnóstico Digital do AEIM
  • Intervenção Estratégica do PADDE
  • Plano de Comunicação do PADDE
  • Monitorização e Avaliação do PADDE

ESTRUTURA DO PLANO

2

  • Diretora - área organizacional e de gestão
  • Coordenadores da equipa TIC/PTE - áreas técnica e pedagógica
  • Coordenadora de CD - áreas da integração do digital na flexibilidade curricular e na estratégia de Cidadania e Desenvolvimento do AEIM

CARACTERIZAÇÃO DIGITAL DA ESCOLA

Equipa de Transição Digital

3

DIAGNÓSTICO DIGITAL

DO AEIM

SELFIE

CHECK-IN

Análise PEST

Equipamentos

4

Gestão de Sistemas Digitais

CHECK-IN


Análise PEST


Equipamentos

Gestão de Sistemas Digitais

Chek-in

Estudo qualitativo de um determinado cenário com base em fatores Políticos, Económicos, Sociais e Tecnológicos.

Análise PEST

  • Obsolescência do parque informático escolar
  • Rede de disponibilidade de acesso à internet

  • Disponibilidade central e local de plataformas de comunicação e gestão da informação
  • Portabilidade tecnológica da comunidade escolar

  • Tendência tecnológica da comunidade

Estão identificados os equipamentos existentes em todas as escolas do agrupamento.

Equipamentos

  • Computadores
  • Projetores
  • Quadros Interativos
  • Impressoras
  • Bastidores
  • AP's
  • Switch's Computadores
  • Projetores
  • Quadros Interativos
  • Impressoras
  • Bastidores
  • AP's
  • Switch's



Processos de ensino - aprendizagem:
  • G-SUITE
  • Moodle

Processos Administrativos:
  • INOVAR Alunos (exemplo de serviços educativos digitais: Sumários digitais, Registo de assiduidade e pontualidade, Contacto com EE , Registos de avaliação e classificação…)
  • INOVAR Pessoal
  • INOVAR ASE
  • INOVAR Contabilidade
  • SIGO
  • SIGE

Processos Comunicacionais:
  • INOVAR Correio
  • INOVAR Consulta
  • E-mail institucional
  • Portal do agrupamento


Gestão de Sistemas Digitais

Sistemas geridos pela Equipa TIC/PTE

O INOVAR tem um coordenador para a sua gestão, as plataformas SIGO e SIGE são geridas pelos serviços administrativos e supervisionadas pela direção

O portal do agrupamento e o email institucional são geridos pela Equipa TIC/PTE

David Falcão

Alzira Moreira

• dar resposta aos desafios e mudanças inerentes a uma transição digital, garantido maior igualdade e inclusão dos cidadãos

INTERVENÇÃO ESTRATÉGICA

Desafios Estratégicos

• criar as condições para a integração transversal das tecnologias nas diferentes áreas curriculares, visando a melhoria continua da qualidade das aprendizagens e
a inovação

• integrar o digital nas práticas profissionais e pedagógicas dos docentes, nas rotinas das escolas,
de acordo com uma estratégia global de desenvolvimento digital

5

• dar resposta aos desafios e mudanças inerentes a uma transição digital, garantido maior igualdade e inclusão dos cidadãos

INTERVENÇÃO ESTRATÉGICA

Desafios Estratégicos

• criar as condições para a integração transversal das tecnologias nas diferentes áreas curriculares, visando a melhoria continua da qualidade das aprendizagens e
a inovação

• integrar o digital nas práticas profissionais e pedagógicas dos docentes, nas rotinas das escolas,
de acordo com uma estratégia global de desenvolvimento digital

5

PARCERIAS

Parcerias estabelecidas com a Autarquia: Escola iNOVA20@25, Habitat Digital, DreamShapper
Centro de Formação de Professores de Cascais
GNR “Escola Segura”
Seguranet
Semear Valores On-Air
Universidade Católica de Lisboa
Rede de Bibliotecas Escolares
Rede solidária Ibn Mucana

OBJETIVOS

ESTRATÉGICOS

DIMENSÃO

+ info

OBJETIVOS OPERACIONAIS

METAS

  • Implementar pelo menos uma Sala de Inovação Educativa
  • Submeter a candidatura ao Laboratório de Educação Digital (LED)
  • Implementar pelo menos um Laboratório de Educação Digital (LED)
  • Implementar procedimentos para a requisição de equipamentos tecnológicos para trabalho autónomo dos alunos
  • Dotar o centro de apoio à aprendizagem de tecnologias que promovam a inclusão
  • Dar resposta às solicitações de apoio técnico até 5 dias úteis
  • Executar as diversas intervenções na infraestrutura Digital da Escola

AÇÕES / INDICADORES DE MEDIDA/ CALENDARIZAÇÃO

  • Criar espaços motivadores para a aprendizagem, usando tecnologias digitais | Utilização das SIE | 2021/22 e 2022/23
  • Candidatura e implementação do Laboratório de Educação Digital (LED) | Utilização do LED | 2021/22 e 2022/23
  • Criar procedimentos para disponibilizar equipamentos aos alunos| PADDE – Requisição de equipamentos | 2021/22 e 2022/23
  • Facilitar acesso a tecnologias que promovam a inclusão | Relatórios do grupo de Ed. Especial | 2021/22 e 2022/23
  • Aumentar a eficiência na resposta às solicitações de apoio técnico | Número de ocorrências | 2021/22
  • Modernização da Infraestrutura Digital da Escola - Projeto de Ampliação e Requalificação da EBSIM) | PADDE - Equipamentos | 2021/22 e 2022/23

Tecnológica e digital

Melhorar os ambientes de aprendizagem digitais

Melhorar as condições técnicas para as aprendizagens digitais

PLANEAMENTO DA

IMPLEMENTAÇÃO

OBJETIVOS

ESTRATÉGICOS

DIMENSÃO

+ info

OBJETIVOS OPERACIONAIS

METAS

  • Realizar pelo menos um diagnóstico anual de proficiência digital do Agrupamento
  • Assegurar que pelo menos 50% do pessoal docente utiliza uma das apps do G Suite
  • Assegurar que existe pelo menos dois conteúdos por pasta/disco partilhado
  • Assegurar a utilização de repositórios online numa aula pelo menos uma vez por semestre (em todas as turmas)
  • Realizar pelo menos um momento anual de reflexão sobre as aprendizagens onde são usadas tecnologias/ferramentas digitais
  • Dinamizar pelo menos uma sessão de formação interna sobre segurança digital para alunos
  • Assegurar que é criada pelo menos uma prática pedagógica por turma por semestre, que mobilize recursos tecnológicos
  • Cada turma realizar uma atividade pedagógica na Sala de Inovação Educativa da sua escola.
  • Utilizar o digital, em atividades de cidadania ativa, pelo menos uma vez por ano.
  • Utilizar as tecnologias digitais na diferenciação pedagógica, junto dos alunos com apoio dos professores de Educação Especial, pelo menos uma vez por ano
  • Pelo menos 50% dos pares de mentoria utiliza tecnologias digitais para feedback
  • Pelo menos 50% das áreas disciplinares contemplam nos seus procedimentos e/ou técnicas de recolha de informação a valorização das competências digitais dos alunos
  • Dinamizar pelo menos uma aula de TIC sobre a resolução de problemas técnicos no âmbito do digital

AÇÕES / INDICADORES DE MEDIDA/ CALENDARIZAÇÃO

  • Realizar o diagnóstico de proficiência digital do AEIM |SELFIE | abril 2021 e abril 2022
  • Criar um ecossistema de desenvolvimento digital | GSuite | 2021/22
  • Fomentar a utilização de pastas/discos partilhados de conteúdos desenvolvidos pelos alunos/professores do CT/Eq.Ed. | Pastas/discos partilhados | 2021/22 e 2022/23
  • Desenvolver e divulgar os repositórios online | Repositórios online | 2021/22 e 2022/23
  • Promover momentos de reflexão sobre as aprendizagens, em que o digital é utilizado | Nº de momentos | 2021/22 e 2022/23
  • Criar contextos de aprendizagem estimulantes e motivadores para os alunos | Nº de práticas | 2021/22 e 2022/23
  • Utilizar o digital para o exercício da cidadania | Nº de utilizações | 2021/22 e 2022/23
  • Promover a utilização das tecnologias digitais na diferenciação pedagógica | Nº de práticas | 2021/22 e 2022/23
  • Promover atividades de feedback entre alunos utilizando as tecnologias digitais | Nº de pares mobilizam recursos tecnológicos (Programa de Mentorias…) | 2021/22 e 2022/23
  • Valorizar as competências digitais dos alunos | Procedimentos e/ou Técnicas de Recolha de Informação | 2021/22 e 2022/23
  • Preparar os alunos para resolução de problemas técnicos no âmbito do digital | Planificação de TIC | 2021/22 e 2022/23

Pedagógica

Promover ambientes de aprendizagem digitais

Potenciar o digital nas práticas pedagógicas e de avaliação e na capacitação digital dos alunos

PLANEAMENTO DA

IMPLEMENTAÇÃO

OBJETIVOS

ESTRATÉGICOS

DIMENSÃO

+ info

OBJETIVOS OPERACIONAIS

METAS

  • Garantir que todas as comunicações passam por e-mail institucional; assegurar a utilização generalizada de instância para partilha (G-Suite); criar newsletter com periodicidade fixa
  • Elaboração dos planos de comunicação para a comunidade escolar
  • Utilizar ferramentas digitais no trabalho colaborativo (reuniões, documentos, etc.) pela totalidade dos docentes
  • Criar o Plano de Formação do Agrupamento na área do digital
  • Dinamizar pelo menos uma sessão de formação interna sobre o digital para pessoal docente e não docente
  • Dinamizar/divulgar pelo menos uma sessão de formação sobre o digital para os EE

AÇÕES / INDICADORES DE MEDIDA/ CALENDARIZAÇÃO

Objetivos

Operacionais

Ações

Indicadores de medida

Calendarização

Melhorar os processos de comunicação interna e externa, privilegiando o suporte digital

Melhorar o processo de uniformização dos suportes de comunicação do Agrupamento

Uniformização dos suportes de comunicação do Agrupamento

2021/22 e 2022/23

Apoiar a criação de planos de comunicação com a comunidade escolar

Planos de comunicação

Promover o trabalho colaborativo

Criar a equipa de líderes digitais

Equipa de líderes digitais

Início 2021/2022

Criar ciclos de reflexão sobre a utilização do digital no processo de ensino aprendizagem dos alunos (internos e outras escolas/ parceiros)

Reflexão sobre práticas pedagógicas inclusivas

2021/22 e 2022/23

Promover a melhoria da gestão escolar

Rentabilizar a utilização do programa INOVAR

Utilização das potencialidades do INOVAR

2021/22 e 2022/23

Promover o desenvolvimento profissional e pessoal no digital

Conceber o plano de formação de acordo com as necessidades diagnosticadas através da SELFIE e Check-in

Plano de formação

Início 2021/22

Dinamizar sessões de formação interna sobre o digital, para pessoal docente e não docente

Número de sessões de formação interna

2021/22 e 2022/23

Elevar as qualificações dos encarregados de educação

Número de ações para EE

Organizacional

  • Otimizar a comunicação, trabalhando em rede e promovendo a melhoria da gestão escolar
  • Capacitar atores escolares


  • Melhorar os processos de comunicação interna e externa, privilegiando o suporte digital
  • Promover o trabalho colaborativo
  • Promover a melhoria da gestão escolar
  • Promover o desenvolvimento profissional e pessoal no digital


PLANEAMENTO DA

IMPLEMENTAÇÃO

Plano de Comunicação

CONTAMOS COM TODOS!

JUNTOS PREPARAMOS O FUTURO!

6

A educação desafia a tecnologia, e a tecnologia inspira a educação!

apreciação do grau de execução dos objetivos

divulgada no portal do Agrupamento

avaliação anual e no final da vigência

questionários

discussão e a proposta de ações de melhoria

MONITORIZAÇÃO E AVALIAÇÃO

7

Equipa da Transição Digital

Diretora do AEIM

Rosário Valente

Coordenadora TIC/PTE

Coordenadora CD

Joana Baptista

Teresa Lopes

Formação PADDE

8

IMPACTOS

INÍCIO

março 2021

Constitução das Equipas de Desenvolvimento Digital (EDD)

abril 2021

Implementação do SELFIE

maio 2021

Promoção de reflexão interna acerca dos resultados dos diagnósticos

junho/julho 2021

Construção do PADDE

julho 2021

Apresentação do PADDE

  • Promoção de novas dinâmicas de ensino e de aprendizagem, estimulando a exploração de metodologias pedagogicamente mais inovadoras e tecnologicamente enriquecidas
  • Desenvolvimento de competências de literacia digital nos alunos e o aumento do nível de proficiência tecnológica dos docentes

maio

2021

Análise dos resultados dos diagnósticos (SELFIE)

C. Pedagógico

C. Geral

setembro 2021

Divulgação do PADDE

ano letivo 2021/2022

  • Implementação
  • Acompanhamento
  • Monitorização
do PADDE

junho 2022

Balanço e Reformulação do PADDE

PADDE

Clicar
nos elementos com animação

EDD

EDD

EDD

EDD

EDD

EDD

EDD

Escola

EDD

Escola

A monitorização do progresso da implementação do PADDE apresenta especial importância na aferição da concretização dos seus objetivos a partir de mecanismos de acompanhamento, que deverão aferir o impacto das ações definidas no PADDE, no que se refere ao desenvolvimento das dimensões nele inscritas.

A monitorização do progresso da implementação do PADDE apresenta especial importância na aferição da concretização dos seus objetivos a partir de mecanismos de acompanhamento, que deverão aferir o impacto das ações definidas no PADDE, no que se refere ao desenvolvimento das dimensões nele inscritas.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat.


Dimensões organizativas do PADDE

Organizacional

Lideranças

Trabalho colaborativo

Desenvolvimento profissional

Pedagógica

Desenvolvimento curricular e avaliação

Práticas pedagógicas

Utilização de RED

Tecnológica e digital

Infraestruturas, equipamento e acesso à Internet

Plataformas digitais



Uma vez consolidadas as ações e os objetivos, os diversos agentes educativos voltam a realizar um diagnóstico de autorreflexão. As diferenças entre os resultados obtidos, no início e no fim da implementação do PADDE, ajudarão na sua reformulação e na identificação de novas áreas prioritárias de intervenção.

O PADDE é divulgado a toda a comunidade educativa.

O PADDE é apresentado ao Conselho Pedagógico e ao Conselho Geral.

O plano de ação (PADDE) deve definir exatamente o que é necessário fazer para assegurar que o objetivo é alcançado. Deve identificar as atividades, os recursos necessários em termos de financiamento, as pessoas e ainda os prazos.

As etapas para elaborar um PADDE:

  • ETAPA 1: ESCOLHER UMA ÁREA DE ATUAÇÃO
  • ETAPA 2: PARA CADA ÁREA, IDENTIFICAR UMA AFIRMAÇÃO A MELHORAR
  • ETAPA 3: REVER AS AFIRMAÇÕES FORNECIDAS A CADA GRUPO DE UTILIZADORES
  • ETAPA 4: DEFINIR OS OBJETIVOS E AS MEDIDAS DE ATUAÇÃO

O PADDE deve ser um instrumento de reflexão e mudança de práticas nas organizações educativas, pelo que a sua elaboração deverá procurar potenciar os processos de inovação através do digital, nas escolas, e adequá-las aos seus contextos e aos desafios atuais da sociedade. Nesse sentido, deverão ser definidas metas e planeadas ações para concretizar o PADDE, bem como mecanismos de monitorização que possam aferir o progresso e verificar os resultados, como fatores fundamentais para o sucesso da Escola.

O relatório de escola SELFIE pode ser utilizado como uma base para reflexão e debate em toda a comunidade escolar. Dado que uma pontuação média duma determinada área ou duma determinada afirmação constitui um indicador da medida em que a escola está a utilizar bem as tecnologias digitais na aprendizagem, os resultados podem ser utilizados para identificar pontos fortes e pontos fracos e incluí-los num plano de ação.

Diagnóstico de proficiência digital das Escolas

A ferramenta de diagnóstico SELFIE é um instrumento de autorreflexão e autoconhecimento concebido pela Comissão Europeia, para apoiar as escolas no processo de aprendizagem na era digital, na incorporação de tecnologias digitais no ensino, na aprendizagem e na avaliação das aprendizagens dos alunos.

Equipa de Desenvolvimento Digital (EDD)
  • diretora do AE
  • coordenadora da Equipa TIC/PTE
  • coordenadora CD
  • a incluir outros líderes digitais



A equipa é constituída por:

  • Diretora do AEIM
  • Coordenadores PTE
  • Coordenadora da CD
  • a serem integrados outros líderes digitais

O relatório de escola SELFIE pode ser utilizado como uma base para reflexão e debate em toda a comunidade escolar. Dado que uma pontuação média duma determinada área ou duma determinada afirmação constitui um indicador da medida em que a escola está a utilizar bem as tecnologias digitais na aprendizagem, os resultados podem ser utilizados para identificar pontos fortes e pontos fracos e incluí-los num plano de ação.

O plano de ação (PADDE) deve definir exatamente o que é necessário fazer para assegurar que o objetivo é alcançado. Deve identificar as atividades, os recursos necessários em termos de financiamento, as pessoas e ainda os prazos.

As etapas para elaborar um PADDE:

  • ETAPA 1: ESCOLHER UMA ÁREA DE ATUAÇÃO
  • ETAPA 2: PARA CADA ÁREA, IDENTIFICAR UMA AFIRMAÇÃO A MELHORAR
  • ETAPA 3: REVER AS AFIRMAÇÕES FORNECIDAS A CADA GRUPO DE UTILIZADORES
  • ETAPA 4: DEFINIR OS OBJETIVOS E AS MEDIDAS DE ATUAÇÃO

O PADDE deve ser um instrumento de reflexão e mudança de práticas nas organizações educativas, pelo que a sua elaboração deverá procurar potenciar os processos de inovação através do digital, nas escolas, e adequá-las aos seus contextos e aos desafios atuais da sociedade. Nesse sentido, deverão ser definidas metas e planeadas ações para concretizar o PADDE, bem como mecanismos de monitorização que possam aferir o progresso e verificar os resultados, como fatores fundamentais para o sucesso da Escola.

O PADDE é apresentado ao Conselho Pedagógico e ao Conselho Geral.

O Relatório de escola SELFIE fornece um retrato instantâneo sobre o estado da escola no que toca à utilização de tecnologias digitais no processo de ensino e aprendizagem. É elaborado a partir das informações fornecidas pelos alunos, professores e dirigentes escolares da escola quando responderam às perguntas e afirmações.
Quanto maiores forem as taxas de resposta ao questionário SELFIE, mais exatos e úteis serão os resultados.



O PADDE é divulgado a toda a comunidade educativa.

Uma vez consolidadas as ações e os objetivos, os diversos agentes educativos voltam a realizar um diagnóstico de autorreflexão. As diferenças entre os resultados obtidos, no início e no fim da implementação do PADDE, ajudarão na sua reformulação e na identificação de novas áreas prioritárias de intervenção.

O PADDE tem por base o quadro conceptual dos documentos orientadores desenvolvidos pela Comissão Europeia: o DigCompEdu (Quadro Europeu para a Competência Digital de Educadores) e o DigCompOrg (Quadro Europeu para a Competência Digital de Organizações de Educação Digitalmente competentes e dos cidadãos em geral).

Impactos

  • implementação e monitorização de um plano estratégico articulado com os projeto pedagógico dos agrupamentos escolares
  • mudança da visão dos professores acerca das suas práticas pedagógicas (sendo indicadores as formas específicas de trabalho com os alunos, o tempo dedicado a métodos inovadores e a satisfação profissional docente)
  • mudança da visão dos alunos acerca da utilização das tecnologias digitais (computadores, smartphones, aplicações da web) nas suas atividades de aprendizagem (sendo indicadores o seu grau de sentido de utilidade e de capacidade de integração nas atividades escolares)
  • sucesso dos alunos nas aprendizagens nas disciplinas ou áreas disciplinares em que a integração como habitat digital for significativa (sendo indicadores os resultados da avaliação feita pelos professores)


Dimensões organizativas do PADDE

Organizacional

Lideranças

Trabalho colaborativo

Desenvolvimento profissional

Pedagógica

Desenvolvimento curricular e avaliação

Práticas pedagógicas

Utilização de RED

Tecnológica e digital

Infraestruturas, equipamento e acesso à Internet

Plataformas digitais

Grat@s pela atenção