Want to make creations as awesome as this one?

A lusofonia no mundo

Transcript

NOTA EXPLICATIVAA data de 5 de maio foi oficialmente estabelecida em 2009 pela Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) - uma organização intergovernamental, parceira oficial da UNESCO desde 2000, que reúne os povos que têm a língua portuguesa como um dos fundamentos da sua identidade específica - para celebrar a língua portuguesa e as culturas lusófonas. Em 2019, a 40ª sessão da Conferência Geral da UNESCO decidiu proclamar o dia 5 de Maio de cada ano como "Dia Mundial da Língua Portuguesa".A língua portuguesa é não só uma das línguas mais difundidas no mundo, com mais de 265 milhões de falantes espalhados por todos os continentes, como é também a língua mais falada no hemisfério sul. O português continua a ser, hoje, uma das principais línguas de comunicação internacional, e uma língua com uma forte extensão geográfica, destinada a aumentar. A Biblioteca escolar resolveu criar um cartaz interativo, com links interessantes sobre esta temática para utilização em sala de aula.Esperamos que gostem!

África

Brasil

Cabo Verde

Angola

Moçambique

América do Sul

Guiné

Índia

Macau

Guiné Bissau

Timor Leste

Guiné Equatorial

S. Tomé e Príncipe

A LUSOFONIA NO MUNDO

Ásia

Portugal

Europa

Samba, também conhecido como samba urbano carioca ou simplesmente samba carioca, é um gênero musical brasileiro que se originou entre as comunidades afro-brasileiras urbanas do Rio de Janeiro no início do século XX.

Dino D'Santiago é um músico, cantor e compositor português. Dino D’Santiago nasceu a 13 de Dezembro de 1982, em Quarteira, no Algarve. Sendo algarvio, viveu 10 anos no Porto e vive atualmente em Lisboa. Os seus pais são originários da ilha de Santiago, Cabo Verde.

Mia Couto, construtor da língua portuguesaAntónio Emílio Leite Couto, filho de emigrantes portugueses, nasceu a 5 de julho de 1955, na cidade moçambicana da Beira. Adoptou o nome Mia pela...Mia Couto, construtor da língua portuguesa

Ondjaki, prosador e poeta da urbe angolanaAos 38 anos, Ondjaki é um dos jovens talentos da literatura angolana e uma confirmação da lusofonia. Está traduzido em inúmeras línguas, com romances...Ondjaki, prosador e poeta da urbe angolana

​Timor-Leste, país no Sudeste Asiático que ocupa metade da ilha de Timor, é cercado por recifes de corais repletos de vida marinha. Monumentos na capital, Díli, contam as lutas do país pela independência de Portugal em 1975 e, posteriormente, da Indonésia em 2002. A famosa estátua do Cristo Rei de Díli, com 22 metros de altura, fica no topo de uma colina sobre a cidade, com vistas panorâmicas da baía ao redor.O país foi colonizado pelo Império Português no século XVI e era conhecido como Timor Português até a descolonização do país. No final de 1975, Timor-Leste declarou sua independência, mas no final daquele ano foi invadido e ocupado pela Indonésia e foi anexado como a 27ª província do país no ano seguinte. Em 1999, após um ato de autodeterminação patrocinado pelas Nações Unidas, o governo indonésio deixou o controle do território e Timor-Leste tornou-se o primeiro novo Estado soberano do século XXI, em 20 de maio de 2002.A língua mais falada em Timor-Leste era o indonésio no tempo da ocupação indonésia, sendo hoje o tétum (mais falado na capital). O tétum e o português formam as duas línguas oficiais do país, enquanto o indonésio e a língua inglesa são consideradas línguas de trabalho pela atual constituição de Timor-Leste.

Patuá macaense, também chamada Crioulo macaense, Patuá di Macau, Papia Cristam di Macau, Doci Papiaçam di Macau ou ainda de Macaista Chapado, é uma língua crioula de base portuguesa formada em Macau a partir do século XVI, influenciada pelas línguas chinesas, malaias e cingalesas. Sofre também de alguma influência do inglês, do tailandês, do japonês e de algumas línguas da Índia. Atualmente continua a ser ainda falado por um pequeno número de macaenses que vivem em Macau ou no estrangeiro, na sua maioria já com uma idade avançada.

Jorge Amado, capitão das letrasGostava de contar histórias com coronéis e mulatas sensuais. Jorge Amado escreveu sobre o seu povo da Baía, denunciou injustiças, falou dos humildes...Jorge Amado, capitão das letras

O tétum, também chamado de teto, é a língua nacional e co-oficial de Timor-Leste. É uma língua austronésia — como a maioria das línguas autóctones da ilha — com muitas palavras derivadas do português e do malaio.