Want to make creations as awesome as this one?

Propostas de leitura,

More creations to inspire you

Transcript

Histórias com Afeto❣️

Biblioteca Cristelo+PESES

#SemanadosAfetos❣️

Poemas com Afeto❣️

“Vivendo e aprendendo”Eu sou feito deSonhos interrompidosDetalhes despercebidosAmores mal resolvidos.Sou feito deChoros sem ter razãoPessoas no coraçãoAtos por impulsão.Sinto falta deLugares que não conheciExperiências que não viviMomentos que já esqueci.Eu souAmor e carinho constanteDistraída até o bastanteNão paro por um instante.JáTive noites mal dormidasPerdi pessoas muito queridasCumpri coisas não prometidas.Muitas vezes euDesisti sem mesmo tentarPensei em fugir para não enfrentarSorri para não chorar.Eu sinto pelasCoisas que não mudeiAmizades que não cultiveiAqueles que eu julgueiCoisas que eu falei.Tenho saudadeDe pessoas que fui conhecendoLembranças que fui esquecendoAmigos que acabei perdendoMas continuo vivendo e aprendendo.Martha Medeiros

AmigoCom o meu amigoposso partilhardias de chuva,arco-íris,horizontes sem fim......longas conversas,rebuçados,fantasias que fazem rir,segredinhos de lágrimas,uma carta de amor,sentimentos profundos,que guardo no meu coração.Com o meu amigoposso partilharo mais belo sonhoque me faz viver!

O VELHO E A FLORPor céus e mares eu andei,Vi um poeta e vi um reiNa esperança de saberO que é o amor.Ninguém sabia me dizer,Eu já queria até morrerQuando um velhinhoCom uma flor assim falou:O amor é o carinho,É o espinho que não se vê em cada flor.É a vida quandoChega sangrando abertaem pétalas de amor.Vinicius de Moraes

Soneto do amigoEnfim, depois de tanto erro passadoTantas retaliações, tanto perigoEis que ressurge noutro o velho amigoNunca perdido, sempre reencontrado.É bom sentá-lo novamente ao ladoCom olhos que contêm o olhar antigoSempre comigo um pouco atribuladoE como sempre singular comigo.Um bicho igual a mim, simples e humanoSabendo se mover e comoverE a disfarçar com o meu próprio engano.O amigo: um ser que a vida não explicaQue só se vai ao ver outro nascerE o espelho de minha alma multiplica...Vinicius de Moraes

Mãe NegraA mãe negra embala o filho.Canta a remota cançãoQue seus avós já cantavamEm noites sem madrugada.Canta, canta para o céuTão estrelado e festivo.É para o céu que ela canta,Que o céuÀs vezes também é negro.No céuTão estrelado e festivoNão há branco, não há preto,Não há vermelho e amarelo.—Todos são anjos e santosGuardados por mãos divinas.A mãe negra não tem casaNem carinhos de ninguém…A mãe negra é triste, triste,E tem um filho nos braços…Mas olha o céu estreladoE de repente sorri.Parece-lhe que cada estrelaÉ uma mão acenandoCom simpatia e saudade…Aguinaldo Fonseca

SaudadeEstou só e sonho saudade.E como é branca de graçaA paisagem que não sei,Vista de trás da vidraçaDo lar que nunca terei!Fernando Pessoa

Livro com Afeto❣️

Filmes com Afeto❣️

Música com Afeto❣️